SEGUIR POR E-MAIL

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

OLHOS










Há olhos ocos de qualquer olhar
Esvaziados
que não nos olham, nos atravessam...
que não se olham, não se conhecem.
São olhos silenciosos, silenciados...
olhos sem passos, sem palavras,
sem gestos, sem voz...
olhos sem nenhum olhar...



Mas há os outros...
aqueles que não só nos olham...
Há os olhos que se nos molham.






Nenhum comentário:

Postar um comentário