SEGUIR POR E-MAIL

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

VAZIO




Sim, meus rastros apenas seguem o rumo cético dos meus passos 
lerdos
como eu, 
que sigo a sombra insípida dos meus rastros...
/obeso/
não passo de um ciclo dentro de um ciclo:
sou o assombro no fim do grito ao se ouvir 
afônico
o susto no fim do espelho ao se ver anônimo
ao se não ver 
ao (se) ver 
vazio






SAUDADE




Right, the night is white
but not as white - I know - as it used to be
when the moon was full 
over you and me...

Indeed, the sea is so deep
but not as deep - I see - as it used to be
when the night, so white,
covered you and me...

That's it, your eyes are mine
but not as mine - I feel - as they used to be
when our hearts, though two,
seemed one to me...





segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A QUEDA





Enquanto um pé balança no nunca mais
o último passo ainda vacila

no passo um resto de talvez
talvez mais talvez
do que foi possível suportar
Pesou demais o nunca mais
e ficou tempo demais 
suspenso o meu talvez
diante de tanto peso
na gangorra
que eu nem vi 
onde tanto tempo vivi
e agora a gangorra pesa
pesa mais que o peso dos passos todos
pesa mais que o peso do passo final
pesa o peso do passo jamais dado.







sábado, 5 de outubro de 2013

UN



Sus ojos hablan - así cerrados - más palabras
que todas las palabras de los poemas de amor
No hay Lorca o Neruda que puedan de, dos afectos, un hacer
como su cuerpo y mi cuerpo juntos siendo un
su boca y mi boca en silêncio conociendose
y engullendose como el pecado y el pecador
que sólo existen porque se engullen un al otro
Amame ahora... Amame
como quién se desespera e llora
como quién ahoga de tanto aire
como quién muere de tanta vida...



WHAT IF




Sometimes, it's hard not to say life is hard, 

Not to say God is unfair
Sometimes, the burden is too heavy to carry
And we feel so weak 
and we feel so lonely 
- and we really are - 

What if there is a curve on the road?

What if the road is our life?
And what if life is nothing but a constant curve?

A constant curve at 100 per hour

without brakes
without embraces 
and now, without your face
to tell me life is worth...
and now, without you, 
my life is worse

I confess...

sometimes it's hard not to say life is hard...