SEGUIR POR E-MAIL

domingo, 14 de outubro de 2012

SUA BOCA EM MEU PRAZER

Acordar assim com sua boca em meu prazer
a me engolir inteiro
duro na maciez da boca sua
ver-me desaparecer
ver-me surgir entre seus lábios
só para me ver sumir de novo
até jorrar o que te sacia ainda mais que a mim
Dar-me prazer, eu sei, é o seu prazer maior
Ter-me, assim, tão seu, tão dentro do seu
Quero tudo - diz com o olhar - cada gota quero quente em mim - agora
Acordar assim com sua boca a me dar prazer
quero morar na pele da sua garganta e inundar
por dentro como quem afoga
como quando você me afaga suave
enquanto me lambe e me morde leve
onde sou mais sensível - mais homem mais menino
e sentir um pouco mais sua língua contornando meu prazer
Nem preciso entender o que é mais forte que o tempo.
Agora só quero meu prazer morando na boca sua.

Um comentário: