SEGUIR POR E-MAIL

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Por que me dói assim a escolha que eu mesmo escolhi?
Velha sensação nova
Sinto como o menino que perdeu a mãe e não tem hora pra voltar. Sinto que o caminho de volta podia ser mais longo - afinal ninguém me espera.
Pra que chegar em casa se não há ninguém a me esperar? Pra que me apressar e atravessar o sinal amarelo? Deixe que ele fique vermelho! Deixe que ele me pare e que parado eu fique.
Por que é tão difícil um sinal vermelho entre nós? Por que eu quero tanto ser seu mais uma vez cada vez que acabo de ser seu?
Brinca comigo agora, meu amor. Deixe-me fazer de conta que ainda sou seu namorado. Me conta uma história qualquer - daquelas que eu custo a acreditar - me mostra o pau brasil e o tempero mais mineiro ou então, pelo menos, ensina um jeito de eu ficar inteiro sem a minha metade que mora aí com você.
Vem morar em mim de novo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário