SEGUIR POR E-MAIL

sábado, 16 de novembro de 2013

O ESCORPIÃO




... e não me venham os males
Nem os mares da dor


Sou o escorpião que espreita
Sou o sol que expõe
Sou muitos porque sou eu
Sou meu veneno, meu algoz
Meu calor que mata e ressuscita


E o amor é assim marrom
Marrom da cor de toda dor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário