SEGUIR POR E-MAIL

terça-feira, 17 de março de 2015

POR MAIS LONGE QUE ME LEVE A ESTRADA





Por mais longe que me leve a estrada...
os pés que este corpo hoje carregam
são os mesmos que outrora descobriam tímidos
a vastidão do quintal de meus avós
e se perdiam
e se achavam
no sem fim dos dias
que ficaram atrasados no entardecer do meu olhar

Meu olhar
que agora tudo fita
como quem desafina,
como quem perde o tom,
esquece a cor da voz
e fica a se balançar
(e)ternamente
num velho balanço que já não há...

Nenhum comentário:

Postar um comentário