SEGUIR POR E-MAIL

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

MORMAÇO




Não sinto falta de mim 
quando me despedaço e vou
Sinto que sobra espaço
no que me fica
quando me despeço e voo

e se a palavra sair calada
não espanta,
apanha o silêncio
e escuta
vigia meu sono devagar
e não me deixe nunca
perder seu rastro
perder seu signo
no mormaço -
saciado cio -
do nosso olhar:
altar do meu sair 
sempre pra fora de mim...



Nenhum comentário:

Postar um comentário