SEGUIR POR E-MAIL

sábado, 22 de março de 2014

(DES)ENCONTRO








Por que me afrontas como quem me conhece?
Por que me enfrentas como quem se desconhece?


Agora é tarde demais para o que podia ser
E jamais será o que nunca foi
Nem haverá tempo para o que não houve


Agora te afronta a ti mesmo e te conhece
Não me enfrentas mais, eu me conheço.







Nenhum comentário:

Postar um comentário